Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
4

Homem mata e fere crianças em ataque com faca no Japão

Grupo de alunas de escola católica foi atacado quando esperava pelo autocarro.
Francisco J. Gonçalves 29 de Maio de 2019 às 09:06
Atacante esfaqueou crianças numa paragem de autocarro de Kawasaki
Atacante esfaqueou crianças numa paragem de autocarro de Kawasaki
Atacante esfaqueou crianças numa paragem de autocarro de Kawasaki
Atacante esfaqueou crianças numa paragem de autocarro de Kawasaki
Atacante esfaqueou crianças numa paragem de autocarro de Kawasaki
Atacante esfaqueou crianças numa paragem de autocarro de Kawasaki
Atacante esfaqueou crianças numa paragem de autocarro de Kawasaki
Atacante esfaqueou crianças numa paragem de autocarro de Kawasaki
Atacante esfaqueou crianças numa paragem de autocarro de Kawasaki
Atacante esfaqueou crianças numa paragem de autocarro de Kawasaki
Atacante esfaqueou crianças numa paragem de autocarro de Kawasaki
Atacante esfaqueou crianças numa paragem de autocarro de Kawasaki
Uma menor, de 11 anos, e um adulto de 39 anos morreram esta terça-feira depois de um homem de meia idade atacar à facada um grupo de alunas de uma escola privada de Kawasaki quando esperavam o autocarro escolar.

O atacante feriu ainda 16 outras menores e uma mulher. Pensa-se que o adulto morto seria o pai de uma das menores.

O suspeito, de cerca de 50 anos, foi encontrado inconsciente perto do local do crime e acabou por morrer no hospital devido a um ferimento que fez a si mesmo no pescoço.

"Não disse nada, não gritou. É por isso que as crianças não deram por nada", contou Satoru Shitori, diretor pedagógico da escola católica Caritas Gakuen.

"Se tivesse gritado as crianças teriam podido escapar", explicou, contradizendo outra testemunha que diz ter ouvido o homem gritar: "Vou matar-vos!".

O primeiro-ministro Shinzo Abe descreveu o ataque como "extremamente angustiante" e prometeu mais segurança para as crianças que usam transportes para chegar à escola.

O crime violento é raro no Japão mas, quando acontece, envolve geralmente facas devido à lei estrita que proíbe a venda de armas de fogo.

Em 2016 um homem matou 19 pacientes de um hospital para pessoas com deficiência, e em 2010 um homem esfaqueou e feriu uma dezena de pessoas num autocarro de Tóquio.
diretor Caritas Gakuen Kawasaki Japão Shinzo Abe Tóquio questões sociais
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)