Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
4

Homenagem a Bhutto reúne milhares de apoiantes

Cerca de 200 mil paquistaneses, rodeados por um aparatoso dispositivo de segurança, reuniram-se ontem junto ao túmulo da antiga primeira-ministra Benazir Bhutto, no Sul do Paquistão, para assinalar o primeiro aniversário do seu assassinato, num atentado na cidade de Rawalpindi.
28 de Dezembro de 2008 às 00:30
Apoiantes e individualidades prestaram homenagem à ex-1.ª ministra
Apoiantes e individualidades prestaram homenagem à ex-1.ª ministra FOTO: Rahat Dar/EPA

Desde a passada sexta-feira que começaram a concentrar--se milhares de pessoas no cemitério onde se encontra o mausoléu da família Bhutto em Garhi Khuda Bakhsh, cidade natal da líder paquistanesa.

O presidente paquistanês Asif Ali Zardari, viúvo de Benazir Bhutto, e o filho, Bilawal Bhutto Zardari, que lideram o Partido do Povo (PPP), estiveram presentes na cerimónia, que incluiu uma oração especial à hora exacta em que a comitiva de Benazir Bhutto foi atacada a 27 de Dezembro de 2007 na campanha para as Legislativas, dois meses após o regresso do exílio. Na altura o então presidente Pervez Musharraf culpou Baitullah Mehsud, um paquistanês com ligações à al-Qaeda, pela morte de Bhutto. Mas o partido da ex-primeira-ministra assassinada exige uma investigação independente por parte da ONU.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)