Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
6

Homens com mais testosterona são mais sexualmente ativos e têm mais probabilidade de trair, revela estudo

Amostras de saliva e inquérito usados para obter conclusões.
Correio da Manhã 20 de Outubro de 2021 às 19:26
Homem infiel
Homem infiel FOTO: Getty Images
Há homens que têm mais tendência para trair do que outros e agora pode haver uma explicação hormonal para isso. De acordo com um estudo realizado pela Escola de Higiene e Medicina Tropical de Londres, os elevados níveis de testosterona fazem com que os homens sejam mais sexualmente ativos e tenham maior probabilidade de trair. 

Para obter estas conclusões, os investigadores recolheram a saliva de um total de 3,722 participantes, 1,599 homens e 2,123 mulheres, e analisaram as respostas dos mesmos nos questionários que estes responderam sobre o seu comportamento sexual. 

Os homens que tinham maior quantidade desta hormona reportaram ter tido múltiplos parceiros sexuais ao mesmo tempo nos últimos cinco anos. Já as mulheres, com maiores níveis desta hormona, apresentaram mais probabilidade de ter tido uma experiência sexual com um parceiro do mesmo sexo ou sozinhas. 

Wendy Macdowall, que liderou o estudo, explicou: 'Ouvimos sempre falar sobre a testosterona em relação ao comportamento sexual dos homens, não das mulheres. Mas observámos essa ligação interessante entre testosterona e sexo a solo, que é mais forte entre as mulheres do que entre os homens".

"Nos homens, a hormona estava mais ligada ao sexo com um parceiro, então pode ser que o comportamento sexual das mulheres seja mais influenciado por fatores sociais", acrescentou o investigador.

Os homens com mais testosterona eram menos propensos a dizer que seria errado um casamento aberto ou uma aventura de uma noite.

A testosterona masculina também foi associada a se fizeram sexo recentemente, enquanto no caso das mulheres foi associada a frequência e quão recentemente fizeram sexo sozinhas.

Os dados indicam ainda que algumas mulheres têm mais probabilidade de passar momentos agradáveis ??sozinhas do que com um parceiro, o que pode ajudar a explicar a diferença de comportamento sexual entre os dois géneros, assim como a pressão social para não ter muitos parceiros.

Os resultados, publicados no The Journal of Sex Research, uma revista científica sobre sexualidade humana, mostram que o desejo dos homens e mulheres por sexo não é diferente com base nos seus níveis de testosterona.

A testosterona é uma hormona masculina que provoca, entre outros fatores importantes para o corpo humano, a voz mais grave, mais pelo corporal e leva ao desenvolvimento sexual durante a puberdade. Também as mulheres desenvolvem esta hormona embora em quantidades significativamente menores.
Escola de Higiene e Medicina Tropical de Londres saúde ciência e tecnologia questões sociais
Ver comentários