Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
8

Homicídio de emigrante português na Suíça foi ato terrorista

Suspeito, de 26 anos, justificou o crime como "vingança contra o Estado suíço".
Correio da Manhã 16 de Setembro de 2020 às 16:04
João Azevedo tinha 29 anos e estava com a namorada
João Azevedo tinha 29 anos e estava com a namorada FOTO: Direitos Reservados
O ataque e consequente morte do emigrante português na Suíça no passado sábado foi um ato terrorista.

Segundo apurou o RTS, o suspeito, de 26 anos, justificou o crime como "vingança contra o Estado suíço" e uma forma de "vingar o Profeta".

No momento da detenção, Omer A. tinha na sua posse uma cópia do Alcorão, para além da arma do crime.

O assassino, de 26 anos, era vigiado desde 2017 pelos serviços de informações locais por suspeita de ligação a terroristas do Daesh. Será doente mental, vagueando a gritar por Alá e o diabo.

O português João Azevedo, de 29 anos, de Amarante mas emigrado na Suíça há dois anos, estava com a namorada quando foi alvo do ataque injustificado. A
tualmente trabalhava na apanha de maçãs e numa empresa de mudanças.
Suíça questões sociais demografia emigrantes
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)