Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
4

Hugo Chávez recandidata-se à presidência da Venezuela

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, anunciou numa entrevista publicada esta segunda-feira, que pretende recandidatar-se ao cargo em 2012.
25 de Julho de 2011 às 16:16
“ Não pensei um só minuto em afastar-me da presidência" , afirma Hugo Chávez
“ Não pensei um só minuto em afastar-me da presidência' , afirma Hugo Chávez FOTO: Reuters

Hugo Chávez, confirmou que, apesar de estar a lutar contra um cancro, vai ser candidato à reeleição nas presidenciais do final do próximo ano. Chávez fez o anúncio em entrevista ao jornal estatal venezuelano “Correio del Orinoco”, horas depois de ter voltado de surpresa de Cuba, onde se submeteu a quimioterapia para combater a doença.

“Tenho razões médicas, razões científicas, razões humanas, razões de amor e razões políticas para continuar à frente do governo e manter a candidatura com mais força que antes”,declarou Chávez ao jornal.

Hugo Chavéz voltou à Venezuela no sábado, exactamente uma semana depois de ter viajado para Cuba para se submeter a sessões de quimioterapia. Antes de viajar para a ilha dos irmãos Fidel e Raul Castro, Chávez, pela primeira vez desde que assumiu o poder em Fevereiro de 1999, delegou poderes ao vice-presidente e ao ministro das Finanças, o que parecia dar a entender que a ausência do país seria longa. Por isso, o seu regresso à Venezuela foi uma surpresa.

DIAS FELIZES

Na sexta-feira, ainda em Cuba, Hugo Chávez escreveu no seu twitter que ia enfrentar um novo round de quimioterapia, mas no sábado apareceu bem disposto em imagens que retratam a visita que lhe fizeram o ex-presidente de Cuba, Fidel Castro, e o ex-jogador argentino Diego Armando Maradona, que foi à ilha só para abraçar o venezuelano.

Ao chegar de surpresa a Caracas, mostrando uma disposição nada comum a quem acabou de passar por uma desgastante sessão de quimioterapia, Chávez garantiu que os médicos cubanos não encontraram mais nenhuma célula cancerígena no seu organismo. Segundo as suas palavras, a quimioterapia é apenas uma precaução, uma espécie de limpeza do organismo.

“É um dia de grande alegria para mim. Estou a voltar melhor do que quando deixei o país, graças a Deus”, afirmou o líder da chamada revolução bolivariana, que seguiu rapidamente para o palácio presidencial.

Hugo Chávez VenezuelaCuba
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)