Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
9

Identificados corpos dos pais de Mónica

Os corpos do piloto José João Ribeiro, da Air Macau, e da mulher, Maria Amélia Guerreiro Ribeiro, pais dos órfãos Mónica e João, desaparecidos no maremoto de 26 de Dezembro último na Tailândia, um caso que o nosso jornal tem acompanhado, foram identificados naquele país asiático, adiantou ontem ao CM um familiar.
16 de Março de 2005 às 00:00
Segundo Henrique Guerreiro, irmão de Maria Amélia Ribeiro, a notícia chegou à família através do Ministério dos Negócios Estrangeiros português. Henrique Guerreiro, tio da Mónica (que está em Portugal ao seu cuidado), e do João (que se encontra a estudar na Austrália) afirmou ainda ao nosso jornal que “foi através das impressões digitais e dos registos dentários que foi possível a identificação, porquanto os corpos estão em avançado estado de decomposição”.
“Estamos agora a tentar que os corpos sejam cremados na Tailândia, para cumprir a vontade dos nossos familiares que sempre disseram que, em caso de morte, queriam ser cremados”, acrescentou Henrique Guerreiro, segundo o qual provavelmente “daqui a vinte dias as cinzas devem chegar a Portugal. A cerimónia fúnebre vai ter lugar no Cemitério de Feijó, no concelho de Almada”.
Mónica voltou a chorar amargamente quando foi informada da identificação dos corpos dos pais. “Vou tentar reagir com calma”, afirmou a adolescente, de 13 anos, ao seu tio. O seu irmão, que ontem estava para viajar de Macau para a Austrália para concluir o curso de aviação comercial, vai deslocar-se a Lisboa para assistir ao funeral. “Os avós dos meninos continuam bastante emocionados com o caso”, disse Henrique Guerreiro.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)