Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
6

Ikea fecha temporariamente metade das suas lojas na China devido ao vírus

Medida pretende conter a propagação do novo coronavírus.
Lusa 29 de Janeiro de 2020 às 18:38
IKEA na China
IKEA na China FOTO: Reuters
O grupo de mobiliário sueco Ikea anunciou esta quarta-feira o encerramento, até nova ordem, de metade das suas 30 lojas na China, uma medida para conter a propagação do novo coronavírus.

A Ikea "vai fechar cerca de metade das suas lojas na China continental, provisoriamente e até nova ordem, a partir de 29 de janeiro", indicou a empresa sueca em comunicado citado pela AFP.

Na semana passada, a Ikea já tinha anunciado que fechava a sua única loja em Wuhan, onde surgiu o novo vírus no final de 2019.

Os trabalhadores afetados "devem ficar em casa, mantendo o seu salário na íntegra", precisou o grupo em comunicado.

Na China, o novo coronavírus já fez 132 mortos e contaminou perto de 6.000 pessoas, de acordo com o balanço mais recente.

Esta crise pode vir a ter um impacto significativo na economia mundial, com importantes perturbações nas viagens aéreas, na produção industrial na China, nas trocas comerciais e no turismo.

economia (geral) economia negócios e finanças China Ikea
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)