Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
9

Incêndio em favela de São Paulo mata três

Até agora os bombeiros e a polícia de São Paulo não definiram a causa do sinistro
8 de Julho de 2013 às 10:04

Um grande incêndio que deflagrou na madrugada deste domingo, dia 7 de julho, consumiu dezenas de habitações precárias e danificou outras na favela Heliópolis, na zona sul da cidade brasileira de São Paulo, matando pelo menos três pessoas e desalojando largas centenas.

Segundo o major Valdir Pavão, do Corpo de Bombeiros, os corpos de duas mulheres e de uma criança tinham sido localizados até à tarde deste domingo, mas poderá haver outras vítimas fatais sob a montanha de escombros em que se transformou parte da favela, a maior da capital paulista.

De acordo com o oficial, os bombeiros têm recebido dezenas de relatos de pessoas desaparecidas, mas isso não significa que estejam mortas, pois numa situação como esta há quem fuja para casa de familiares e amigos noutros pontos da cidade ou seja levado por motoristas que passam para hospitais, sendo necessário confirmar primeiro todas essas hipóteses. Ainda segundo o major, pelo menos 22 feridos já estão confirmados, três deles em estado grave.

Gritos de “É fogo, é fogo! Salva, salva!”, acordaram os milhares de habitantes de Heliópolis a meio da madrugada e salvaram muitas vidas. Repetindo e ampliando o alerta enquanto fugiam, muitos habitantes conseguiram assim salvar também a vida de vizinhos enquanto corriam pelas vielas da favela arrastando crianças e eletrodomésticos.

Até agora os bombeiros e a polícia de São Paulo não definiram a causa do sinistro, que no final da tarde deste domingo continuava em processo de rescaldo. Funcionários da câmara estavam à mesma hora a proceder a um cadastro das vítimas que vão precisar de abrigo, alimentação e roupas, cerca de 220 famílias, num total superior a 800 pessoas, segundo o levantamento inicial.

incêndio fogo brasil favela morte
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)