Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
9

Incêndio no Chile mata treze e desaloja cinco mil pessoas

Chamas atingem cidade chilena e deixam rasto de destruição (Atualizada às 17h40)
13 de Abril de 2014 às 10:18
chile, incêndio, desalojados, mortos, Valparaíso, presidente, Michelle Bachelet, município, Jorge Castro
chile, incêndio, desalojados, mortos, Valparaíso, presidente, Michelle Bachelet, município, Jorge Castro FOTO: AFP

Pelo menos treze pessoas morreram, cinco mil pessoas foram retiradas das suas casas e duas mil habitações ficaram destruídas num grande incêndio que deflagrou durante a noite de sábado e ameaça agora o centro da cidade chilena de Valparaíso. Há notícias do desaparecimento de uma criança de 7 anos.

O incêndio começou com um fogo florestal em La Pólvora, mas o vento forte fez com que se propagasse às zonas povoadas de La Cruz, El Vergel, Las Cañas e Mariposas. "Até ao momento, registámos 13 mortos no incêndio, entre os quais estão duas mulheres", revelou uma fonte policial à rádio Cooperativa, citada pela agência France Presse.

A cidade está em estado de emergência e foi declarada como zona de catástrofe pela Presidente do Chile, Michelle Bachelet. O presidente do município de Valparíso, Jorge Castro, adiantou que foram preparados doze abrigos para acolher as pessoas que perderam as suas casas.

Pelo menos uma dezena de helicópteros e de aviões de combate aos incêndios estão, neste momento, a combater o fogo.

Em Valparaíso, que tem um bairro histórico classificado pela UNESCO como património da Humanidade, foi ativado o plano de catástrofes para fazer face a este incêndio, que ao fim de mais de doze horas ainda não foi controlado pelas autoridades e ameaça o centro da localidade.

chile incêndio desalojados mortos Valparaíso presidente Michelle Bachelet município Jorge Castro
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)