Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
1

Indulto real a pedófilo revolta marroquinos

Daniel Fino Galvan cumpria 30 anos de cadeia por abusos a 11 crianças.
2 de Agosto de 2013 às 11:37

A população de Marrocos está revoltada com um indulto real que foi dado a um pedófilo espanhol que fora condenado a 30 anos de prisão por ter violado 11 crianças.

Daniel Fino Galvan está entre os 48 presos que receberam o perdão do rei Mohamed VI, na terça-feira, a pedido do rei João Carlos de Espanha, que visitou o país no mês passado.

A decisão gerou uma onda de indignação por todo o país. Alguns manifestantes consideram o perdão real como uma "segunda violação para as vítimas".

De acordo com Hamid Krayri, advogado da família das vítimas, Daniel Fino Galvan foi condenado a cadeia há 18 meses pelo tribunal de Kenitra, perto da capital Rabat. Estava acusado de violar e filmar crianças com idades entre os 4 e os 15 anos.

Apesar de a população estar a planear protestos, Galvan pode já nem se encontrar no país, uma vez que tinha tudo planeado para deixar Marrocos um dia após a libertação.

marrocos manifestação rei Daniel Fino Galvan Mohamed VI João Carlos pedofilia condenação protesto perdão
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)