Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
6

Inflação anual em Espanha acelera em abril para 2,2% devido a aumentos na energia

Em termos mensais, os preços subiram 1,2% em abril em relação a março, mês em que já tinha havido um aumento de 1%.
Lusa 29 de Abril de 2021 às 09:59
Nadia Calvino, ministra da economia espanhola
Nadia Calvino, ministra da economia espanhola FOTO: Reuters
A inflação anual em Espanha acelerou em abril para 2,2%, um aumento de quase um ponto percentual em relação a março (1,3%), devido principalmente ao aumento dos preços da energia.

O indicador provisório do índice de preços no consumidor (IPC) publicado hoje pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) espanhol é influenciado pelo aumento da eletricidade e pela manutenção dos preços dos combustíveis, que em abril de 2020 tinham caído, quando o país estava confinado devido à pandemia de covid-19.

A subida dos preços vai para níveis de inflação que não eram alcançados desde outubro de 2018.

Se os números hoje avançados para abril forem confirmados a 14 de maio próximo, o aumento verificado intensificaria a tendência de subida anual dos preços já registada em março (1,3%), depois do pequeno aumento em janeiro (0,5%, devido à tempestade Filomena) e da estabilidade verificada em fevereiro (0%).

A inflação subjacente - que não tem em conta os alimentos não transformados ou os produtos energéticos por serem os mais voláteis - caiu três décimas de ponto percentual, para 0%, mais de dois pontos percentuais abaixo do aumento do IPC geral.

Em termos mensais, os preços subiram 1,2% em abril em relação a março, mês em que já tinha havido um aumento de 1%.

O índice harmonizado de preços no consumidor (IHPC) - que mede a evolução dos preços utilizando o mesmo método em todos os países da zona euro - foi de 1,9%, sete décimas de ponto percentual mais elevado do que em março.

Espanha IPC economia negócios e finanças preços macroeconomia
Ver comentários