Inglaterra em alerta: há bombistas em fuga

Polícia deteve mais duas pessoas, fazendo subir para oito o número de possíveis suspeitos.
Por Francisco J. Gonçalves|26.05.17
A polícia britânica prendeu três novos suspeitos, entre quinta e sexta-feira, do atentado que matou 22 pessoas em Manchester, num concerto de Ariana Grande, na segunda-feira. Há agora oito detidos, entre eles o pai e dois irmãos de Salman Abedi, o bombista suicida. Soube-se, entretanto, que Salman passou pela Turquia e pela Alemanha antes do ataque e que o pai, Ramadan Abedi, tinha ligações a grupos jihadistas.

A investigação acelerou nas últimas horas, com os investigadores a fazerem buscas em vários locais. Um suspeito foi capturado em Withington e o segundo em Nuneaton, no centro de Inglaterra. Houve ainda buscas em Wigan e Moss Side, onde uma casa foi arrombada, mas sem registo de capturas. Os investigadores pensam que há mais terroristas ainda em fuga e receiam um novo atentado.

As autoridades alemãs confirmaram que Salman chegou de avião a Dusseldorf quatro dias antes do atentado. A cidade situa-se no estado da Renânia-do-Norte, onde viveu Anis Amri, o bombista que atacou o mercado de Natal em Berlim, em 2016.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!