Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
4

Inundações nas Filipinas já mataram 85 pessoas

O número de vítimas das inundações que esta semana afectaram Manila e outras 15 províncias do norte das Filipinas subiu para 85 mortos e três milhões de afectados, revelaram este domingo as autoridades filipinas.

12 de Agosto de 2012 às 15:46
Aumento do número de vítimas mortais deve-se a afogamentos registados nos subúrbios de Manila
Aumento do número de vítimas mortais deve-se a afogamentos registados nos subúrbios de Manila FOTO: reuters (arquivo)

As águas já quase desapareceram da capital, cuja área metropolitana chegou a estar inundada em 60%, mas as enxurradas continuam em várias províncias, porque diversas represas transbordaram, informou o Centro Nacional de Prevenção de Desastres.

O aumento do número de vítimas mortais no último relatório oficial, que eleva a cifra para 85, deve-se a afogamentos registados nos subúrbios de Manila no início da semana, indicou Benito Ramos, chefe de Protecção Civil.

As equipas de resgate continuam os trabalhos de contagem de cadáveres e mantêm as buscas para encontrar as oito pessoas que continuam desaparecidas.

Além da água, que persiste em algumas zonas, a principal preocupação das autoridades é manter condições mínimas de higiene nos 948 centros de acolhimento que albergam mais de 430.000 pessoas.

Benito Ramos garantiu que os centros continuarão abertos durante pelo menos mais uma semana, enquanto as autoridades procedem aos trabalhos de desinfeção e limpeza das ruas, onde se acumulam toneladas de lixo arrastado pelas enxurradas.

 


"Muitas pessoas regressaram a casa ao verificar a descida das águas, mas ainda estamos longe da normalidade (...). Estamos a ajudá-las, para que voltem às suas vidas normais, com uma enorme operação de limpeza, mas há sujidade por todo o lado e demorará algum tempo", disse.

As autoridades começaram a avaliar os danos materiais causados pelas cheias e, até agora, calculam-nos em mais de 604 milhões de pesos (cerca de 11,9 milhões de euros) entre danos em infra-estruturas e nos campos de cultivo.

Apesar do bom tempo dos últimos dias e da diminuição do nível das águas, o departamento meteorológico das Filipinas (PAGASA) advertiu hoje que, na próxima semana, se esperam mais chuvas e tempestades no norte e centro da ilha de Luzón, que podem levar a novas inundações.

As chuvas torrenciais que afectaram as Filipinas começaram na terça-feira e, em 48 horas, produziram a precipitação habitual ao longo de todo o mês, afectando sobretudo a capital e outras 15 províncias do norte de Luzón.

inundações filipinas mortes
Ver comentários