Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
2

Grupo de refugiados afegãos sob investigação por agressão a militar

Mulher estava a ajudar os refugiados vindos do Afeganistão para os EUA, em Fort Bliss.
Correio da Manhã 25 de Setembro de 2021 às 17:19
Mulher estava a ajudar os refugiados vindos do Afeganistão para os EUA, em Fort Bliss.
Mulher estava a ajudar os refugiados vindos do Afeganistão para os EUA, em Fort Bliss. FOTO: Reuters

O FBI está a investigar uma alegada agressão a uma militar americana por um grupo de refugiados afegãos alojados temporariamente num campo de tiro em Fort Bliss, no Novo México, EUA, avança a ABC News.

A mulher estava a ajudar os refugiados que chegaram vindos do Afeganistão para os EUA após os talibãs terem tomado o poder e relata que foi atacada por um "pequeno grupo de homens refugiados" no dia 19 de Setembro no Complexo Doña Ana.

Em comunicado, os funcionários de Fort Bliss disseram que a vítima recebeu "aconselhamento e apoio" após o incidente, e que medidas de segurança adicionais, incluindo "iluminação adicional" e "patrulhas de segurança", estavam a ser implementadas.

A representante da Câmara dos Estados Unidos no Novo México, Yvette Herrell, disse no Twitter que o incidente representa uma "falha trágica no processo de seleção de cidadãos afegãos" e disse que "o povo americano merece respostas".

Fort Bliss foi escolhido pelo Governo Biden para abrigar as dezenas de milhares de refugiados afegãos que fugiram de Cabul. Cerca de 10 mil refugiados permanecem nas instalações até que possam ser integrados, de acordo com as autoridades americanas.

O incidente ocorre dias depois de dois refugiados afegãos do sexo masculino alojados no Fort McCoy de Wisconsin, EUA, serem acusados de agressão sexual a um menor e agressão doméstica. Bahrullah Noori, de 20 anos, foi acusado de tentar violar um menor. Mohammad Haroon Imaad, de 32 anos, foi acusado de agredir a esposa "estrangulando-a e sufocando-a".

FBI Fort Bliss EUA Novo México ABC News política refugiados distúrbios guerras e conflitos militar americana
Ver comentários