Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

IRÃO CAPAZ DE PRODUZIR MÍSSEIS DE MÉDIO ALCANCE

O governo iraniano afirmou, esta terça-feira, ter adquirido capacidade para produzir grandes quantidades de mísseis balísticos de médio alcance Shahab-3, capazes de alcançar o território israelita e as bases militares norte-americanas instaladas no Golfo Pérsico.
9 de Novembro de 2004 às 09:47
IRÃO CAPAZ DE PRODUZIR MÍSSEIS DE MÉDIO ALCANCE
IRÃO CAPAZ DE PRODUZIR MÍSSEIS DE MÉDIO ALCANCE FOTO: d.r.
“Temos capacidade para avançar com a produção em massa dos mísseis Shahab-3”, garantiu o ministro da Defesa iraniano, Ali Shamkhani, depois de as autoridades de Teerão já terem anunciado que haviam aumentado o raio de acção do míssil para 2.000 quilómetros.
O responsável iraniano negou, entretanto, acusações de que o Irão estaria a desenvolver um míssil de longe alcance, com capacidade para atingir alvos a mais de 4.000 quilómetros. “Isso é o que os israelitas dizem. Eles querem fazer crer que pretendemos ameaçar a Europa, mas não nos sentimos ameaçados pela Europa”, assinalou.
No passado mês de Agosto, o Irão testou um míssil balístico Shahab-3, afirmando que este se destinava a reforçar as suas defesas perante ameaças de um eventual ataque de Israel contra as instalações nucleares iranianas, que Teerão alega destinarem-se apenas a produzir energia.
As afirmações proferidas hoje por Ali Shamkhani seguem-se aos avisos lançados, ontem, por um comandante militar iraniano, segundo o qual o país retaliará pela força contra qualquer outro Estado responsável por um eventual bombardeamento contra as suas instalações nucleares.
Nos últimos tempos, as ambições nucleares iranianas têm vindo a causar preocupação na comunidade internacional, com o governo de Teerão envolvido numa luta política pelo direito de desenvolver uma indústria nuclear com objectivos civis.
Especulações surgidas nos media do Médio Oriente de que Israel poderia tentar pôr fim ao programa nuclear iraniano através de ataques aéreos, como fez no passado no Iraque, aumentaram o tom das ameaças de Teerão de que retaliaria qualquer ataque pela força.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)