Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
3

Irão detém várias pessoas por abate de avião ucraniano que matou 176 pessoas

Aeronave foi atingida "por engano" por um míssil iraniano. Presidente iraniano diz que governo se deve responsabilizar.
Correio da Manhã 14 de Janeiro de 2020 às 08:32
Avião ucraniano com pelo menos 170 pessoas a bordo cai em Teerão
Avião ucraniano com pelo menos 170 pessoas a bordo cai em Teerão
Avião ucraniano com pelo menos 170 pessoas a bordo cai em Teerão
Avião ucraniano com pelo menos 170 pessoas a bordo cai em Teerão
Avião ucraniano com pelo menos 170 pessoas a bordo cai em Teerão
Avião ucraniano com pelo menos 170 pessoas a bordo cai em Teerão
Avião ucraniano com pelo menos 170 pessoas a bordo cai em Teerão
Avião ucraniano com pelo menos 170 pessoas a bordo cai em Teerão
Avião ucraniano com pelo menos 170 pessoas a bordo cai em Teerão

O Irão anunciou que algumas pessoas foram detidas pelo seu papel na queda do avião ucraniano junto a Teerão, em que morreram 176 pessoas. O porta-voz das autoridades, Gholamhossein Esmaili, anunciou as detenções.

O avião foi acidentalmente abatido por um míssil iraniano. Esmaili não deu mais detalhes acerca das detenções, indica a Reuters.

Esta terça-feira, o presidente do Irão Hassan Rouhani garantiu, na televisão, que todos os responsáveis pela queda do avião ucraniano serão responsabilizados e que o "evento trágico" será investigado em detalhe.

"Foi um erro imperdoável… Só uma pessoa não pode ser responsável pela queda do avião", afirmou Rouhani. "As forças armadas iranianas admitirem o seu erro foi um bom primeiro passo. Devemos assegurar às pessoas que não irá acontecer de novo."

Rouhani reforçou ainda que o governo iraniano era responsável perante o Irão e outras nações que "perderam vidas na queda do avião".

Irão Teerão Gholamhossein Esmaili Rouhani política
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)