Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
4

Irão lança novo desafio

O Irão anunciou ontem ter conseguido enriquecer urânio a um nível superior, numa altura em que os cinco membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU e a Alemanha discutem os próximos passos diplomáticos na matéria.
3 de Maio de 2006 às 00:00
“O último nível de enriquecimento de urânio atingido é de 4,8 por cento”, declarou Gholam Reza Aghazadeh, chefe da Organização Iraniana de Energia Atómica (OIEA). “Um nível de enriquecimento superior a 0,5 por cento não é um objectivo no Irão e esse nível não é suficiente para produzir combustível nuclear”, acrescentou Aghazadeh, citado pela agência ISNA.
Recorde-se que, no dia 11 de Abril, Teerão anunciou ter começado a enriquecer urânio a um nível de 3,6 por cento, apesar de o Conselho de Segurança ter exigido que suspendesse o processo.
Para Nicholas Burns, ‘número três’ do Departamento de Estado norte-americano, a comunidade internacional deve “estar unida e enviar uma mensagem firme” depois de mais este anúncio. “O Irão está em vias de forçar a comunidade internacional a reagir da maneira mais dura”, afirmou Burns à Imprensa, antes de uma reunião em Paris entre os cinco membros permanentes do Conselho de Segurança e a Alemanha para discutir a crise iraniana. “O Conselho de Segurança não tem outra escolha que a de decidir de acordo com o capítulo VII da Carta da ONU que prevê, em caso de ameaças à paz, desde sanções até uma acção militar” – afirmou ainda Burns, sublinhando que os EUA ainda não abandonaram a opção diplomática.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)