Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

Irão vai libertar 54 mil reclusos para evitar disseminação do coronavírus

Condenados foram autorizados a sair após testar negativo para o novo vírus e mediante o pagamento de uma fiança.
Correio da Manhã 4 de Março de 2020 às 21:07
Coronavírus
Coronavírus FOTO: Getty Images

O Irão libertou temporariamente mais de 54 mil prisioneiros, uma medida que visa combater a propagação do novo coronavírus.

O porta-voz da prisão, Gholamhossein Esmaili, disse à publicação BBC que os presos tinham sido autorizados a sair da prisão após testar negativo para o novo vírus e mediante o pagamento de uma fiança.

A medida não se aplica, no entanto, aos presos condenados a mais de cinco anos. Nestes casos, vão ser enviados médicos para o estabelecimento prisional a fim de tratarem os reclusos infetados.

O número de infetados por coronavírus no país tem aumentado. São já nove mortos e 2.922 os infetados com a nova epidemia.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)