Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
9

IRAQUIANOS EXIGEM LIBERTAÇÃO DE PRISIONEIROS

Centenas de pessoas manifestaram-se esta quarta-feira nas imediações da prisão militar norte-americana de Abu Ghraib, perto de Bagdad, exigindo a libertação dos prisioneiros iraquianos. Esta prisão foi palco de torturas e maus tratos infligidos por militares da coligação contra iraquianos, como atestaram fotografias recentemente divulgadas na Imprensa mundial.
5 de Maio de 2004 às 11:23
Os protestantes insurgiram-se contra os militares norte-americanos ostentando cartazes onde podiam ler-se frases do género: “Vocês deram uma má imagem da América e dos cristãos”.
Fotografias divulgadas na passada semana de soldados dos EUA abusando de iraquianos em Abu Ghraib, a mesma prisão utilizada por Saddam Hussein para torturar os opositores ao seu regime, inflamou os sentimentos contra a ocupação norte-americana. Os familiares de perto de quatro mil prisioneiros afirmaram que estas imagens de corpos nus e simulação de actos sexuais foram feitos contra a vontade dos detidos.
“Levaram cinco dos meus filhos. É um crime”, gritava uma mulher perto da prisão, defendida por uma forte presença militar. Um representante da Associação dos clérigos Muçulmanos avisou mesmo que “estes actos vão originar uma vingança por parte dos iraquianos”.
Recorde-se que Washington já anunciou que sete oficiais e sargentos acusados foram oficialmente repreendidos por escrito, procedimento que abre caminho à sua expulsão do Exército. Hoje, o presidente norte-americano, George W. Bush, dá uma entrevista a dois canais de televisão árabe para tentar minimizar as duras críticas e repúdio causados pela divulgação das fotografias mostrando os alegados abusos cometidos.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)