Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
9

IRMÃO ACUSOU DIANA DE SER DOENTE MENTAL

Num novo capítulo do seu livro “Um Dever Real” ontem publicado no jornal Daily Mirror, o ex-mordomo e confidente de Diana, Paul Burrell, acusa o irmão da princesa, o conde de Spencer, de hipocrisia, por ter o “descaramento” de se assumir como o porta-estandarte da princesa no funeral quando, um ano antes da sua morte, tinha insultado a princesa numa “carta vil” que a deixou lavada em lágrimas.
23 de Outubro de 2003 às 00:00
O conde de Spencer (na foto) acusou Diana de ser manipulativa e enganadora
O conde de Spencer (na foto) acusou Diana de ser manipulativa e enganadora FOTO: d.r.
“Estou preocupado contigo. Sei que a manipulação e o engano são sintomas da tua doença. Espera que estejas a receber tratamento adequado para os teus problemas mentais”, escreveu o conde de Spencer numa carta enviada a Diana em 1996, na qual acusava ainda a princesa de apenas provocar “consternação e dor” a todos os seus amigos e considerava também a relação entre ambos como “a mais fraca” que mantinha com as suas irmãs.
Spencer recusava ainda o pedido de Diana para se mudar para a residência familiar em Althorp e exigia a devolução da tiara de diamantes da família, usada pela princesa no dia do seu casamento, relembra o ex-mordomo no seu livro.
Quando Burrell ouviu, um ano depois, o emocionado elogio fúnebre proferido pelo conde de Spencer, ficou atónito. “Eu só pensava, como é que ele consegue ser tão hipócrita na casa de Deus?”, escreve Burrell no livro, no qual acusa ainda o irmão de Diana de se aproveitar das cerimónias fúnebres para “humilhar” a família real.
O LIVRO DE BURREL
OS CIÚMES DE DIANA
Segundo conta Paul Burrell, Diana estava convencida de que Carlos mantinha um romance secreto com Tiggy Legge-Bourke, a ama dos seus filhos. Os ciúmes levaram mesmo Diana a desconfiar que Carlos havia engravidado a sua amante, a qual teria sido obrigada a abortar.
O 'AMIGO' HEWITT
Paul Burrell relembra no seu livro a primeira vez que Diana lhe pediu para ir buscar o seu ‘amigo especial’ James Hewitt. “Gostaria que me fizesses um favor. Mas ninguém, mesmo ninguém, pode saber disto”, disse Diana. Foi a primeira de muitas vezes que Burrell ajudou Hewitt a entrar em Highrove na ausência de Carlos.
PALÁCIO QUER TRAVAR
O Palácio de Buckingham está a estudar as possibilidades legais de impedir a publicação do livro de Burrell, cujos excertos têm sido pré-publicados pelo ‘Daily Mirror’.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)