Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
6

Isabel dos Santos notificada pela Justiça

Atual presidente da Sonangol acusa a antecessora de transferir milhões de euros para o Dubai.
Francisco J. Gonçalves 1 de Agosto de 2018 às 01:30
Isabel dos Santos
Isabel dos Santos
Isabel dos Santos
Isabel dos Santos
Isabel dos Santos
Isabel dos Santos foi afastada da liderança da Sonangol
A empresária Isabel dos Santos
Isabel dos Santos
Isabel dos Santos
Isabel dos Santos
Isabel dos Santos
Isabel dos Santos
Isabel dos Santos foi afastada da liderança da Sonangol
A empresária Isabel dos Santos
Isabel dos Santos
Isabel dos Santos
Isabel dos Santos
Isabel dos Santos
Isabel dos Santos
Isabel dos Santos foi afastada da liderança da Sonangol
A empresária Isabel dos Santos
A imprensa angolana afirma que a filha do ex-presidente angolano José Eduardo dos Santos, e antiga presidente da Sonangol, foi notificada no passado dia 17 pela Procuradoria-Geral da República (PGR). Isabel dos Santos não respondeu à notificação, que a convoca para prestar esclarecimentos sobre os alegados desvios de verbas quando presidia ao conselho de administração da petrolífera estatal.

Isabel dos Santos é alvo de um inquérito da PGR que foi aberto a 2 de março deste ano, após denúncias de Carlos Saturnino, sucessor da filha do ex-presidente angolano na chefia da Sonangol. Saturnino acusa a empresária de fazer transferências de mais de 30 milhões de euros para o Dubai, quando soube que o novo presidente angolano, João Lourenço, ia exonerá-la, no final de 2017. A empresa beneficiária das transferências seria a Matter Business Solutions DMCC, sediada no Dubai.

Refira-se que esta acusação recorda as que a própria Isabel dos Santos fez a Saturnino, em 2016. Até dezembro desse ano, Saturnino liderou a Comissão Executiva da Sonangol Pesquisa e Produção. Isabel dos Santos, nomeada pelo pai para a presidência da Sonangol em junho de 2016, demitiu Saturnino no final do ano, acusando-o de má gestão e de graves desvios financeiros. A empresária nega as acusações de que é alvo e diz-se "confortável" com a investigação da PGR, que avisou que enviará uma nova notificação à empresária para prestar declarações.
Ver comentários