Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
3

Israel bombardeia túneis em Rafah

A aviação turca bombardeou este domingo a cidade de Rafah, onde acredita existirem mais de 40 túneis sob a fronteira com o Egipto.
28 de Dezembro de 2008 às 17:26
O número de feridos já ultrapassa os 900
O número de feridos já ultrapassa os 900 FOTO: Reuters

Testemunhas afirmaram que a aviação israelita largou mais de 20 bombas ao longo da fronteira, levantando espessas nuvens de poeira e fumo na zona. Só este ataque terá custado a vida a duas pessoas e deixado feridas outras 22, elevando para quase 290 o número de vítimas mortais.

“A Força Aérea atacou mais de 40 túneis encontrados do lado palestiniano da fronteira. Acreditamos que esses túneis são usados para o contrabando de armas e explosivos e mesmo para pessoas que são enviadas para missões terroristas em outros países das região”, disse Avital Leibovitch, porta-voz das Forças de Defesa de Israel. O responsável acrescentou os pilotos dos caças “atingiram directamente estes alvos”, a fim de evitar baixas civis.

OFENSIVA CONTRA GAZA MANTÉM-SE 

O mais recente balanço dos ataques aéreos israelitas contra a Faixa de Gaza indica que 280 pessoas morreram, 65 das quais nas operações deste domingo, e outras 900 ficaram feridas.

Depois dos ataques lançados ontem, a aviação israelita voltou esta manhã a bombardear a Faixa de Gaza, visando um posto de polícia do Hamas. Neste ataque morreram pelo menos 65 mortos. Mas o número de vítimas mortais pode aumentar nas próximas horas devido à continuação dos ataques e ao elevado número de feridos graves, que ascende a mais de 120.

Entretanto, o ministro da Defesa israelita, Ehud Barak, autorizou a passagem de ajuda humanitária com destino à Faixa de Gaza, que será prestada pelas organizações internacionais.

A decisão de Barak foi interpretada como uma forma de facilitar os esforços do Ministério dos Negócios Estrangeiros israelita para legitimar à comunidade internacional os ataques. O ministro já sisse que a ofensiva vai continuar “o tempo que for necessário” e admitiu a possibilidade de enviar tropas para o terreno. “Há uma altura para tréguas e uma altura para combater. Agora é a altura de combater”, disse.

RESERVISTAS MOBILIZADOS PARA OFENSIVA TERRESTRE

Israel começou a mobilizar milhares de reservistas na iminência de uma ofensiva terrestre e Gaza.

'O Executivo aprovou a mobilização de milhares de reservistas. A mobilização engloba unidades de combate e unidades de defesa passiva', disse um alto responsável do Governo.

ABBAS PEDE RENOVAÇÃO DE TRÉGUA

O presidente palestiniano, Mahmoud Abbas apelou ao Hamas para que renova a trégua com Israel para evitar mais “derramamento de sangue” na Faixa de Gaza.

Após uma reunião com o presidente egípcio Hosni Mubarak, no Cairo, Abbas lembrou que avisou o Hamas “para este grande perigo” e que “deviam ser retirados todos os pretextos usados por Israel”.

“Todos queremos que a agressão termine e regresse a calma. Queremos proteger Gaza”, disse.

HAMAS RESPONDE COM FOGUETES

Em resposta aos ataques israelitas, o Hamas lançou hoje dez foguetes contra o território de Israel, um dos quais atingiu pela primeira vez a cidade de Ashod, a mais de 30 quilómetros a norte da fronteira com a Faixa de Gaza. Nenhum dos foguetes causou vítimas.

No total, desde ontem o movimento islamita já lançou mais de 90 foguetes, que causaram um morto e quatro feridos.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)