Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
9

Israel já decidiu ataque ao Irão

Israel não acredita que a pressão internacional venha a convencer o Irão a abdicar do seu programa nuclear, e, por isso, já tomou a decisão de atacar as instalações nucleares iranianas, antes que seja tarde demais. Esta é, pelo menos, a convicção dos serviços de informações dos EUA, reforçada pela inflexibilidade demonstrada em Washington pelo primeiro-ministro israelita Benjamin Netanyahu.
7 de Março de 2012 às 01:00
O presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, insiste que o programa nuclear tem fins pacíficos
O presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, insiste que o programa nuclear tem fins pacíficos FOTO: epa

Segundo fontes dos serviços norte--americanos de informações citadas pelo Canal 2 da TV israelita, os EUA "estão convencidos de que Israel já decidiu atacar o Irão, a não ser que exista nas próximas semanas ou meses uma alteração significativa" no programa nuclear de Teerão, isto apesar dos apelos do presidente Obama, que tentou em vão convencer Netanyahu a dar mais tempo às sanções.

O próprio primeiro-ministro israelita deixou bem claro esta semana em Washington que Israel "deve ser senhor do seu próprio destino". "Esperámos que a diplomacia funcionasse. Esperámos que as sanções funcionassem. Não podemos esperar muito mais", afirmou num discurso perante a AIPAC, o maior lóbi judeu dos EUA, adiantando que, enquanto chefe do governo israelita, não pode permitir que o seu povo "viva sob a ameaça de aniquilação". "Tem-se falado muito das consequências de travar o Irão; está na altura de falarmos das consequências de não o travarmos", afirmou.

Israel Irão Ataque
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)