Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
1

Israel pretende ruptura com Faixa de Gaza

O ministro dos Assuntos Estratégicos israelita defendeu esta quinta-feira uma ruptura total de Israel com a Faixa de Gaza em resposta aos ataques de foguetes a partir do território palestiniano.
31 de Maio de 2007 às 10:57
“Temos que nos proteger totalmente da Faixa de Gaza. Que seja a partir de agora o Egipto a preocupar-se em fornecer água, electricidade e combustível a partir do Sinai e que a comunidade internacional, nomeadamente a União Europeia, assuma as responsabilidades”, afirmou Avigdor Lieberman.
E avisa a Autoridade Palestiniana: “Os palestinianos devem compreender que não podem continuar a disparar contra nós e a atacar-nos”. De acordo com o ministro, Israel deve renunciar à contratação de trabalhadores provenientes da Faixa de Gaza, proibir a importação via o aeroporto de Ashdod de mercadorias destinadas a essa região e, consequentemente, parar de transferir os impsotos sobre bens para a Autoridade Palestiniana.
As cadeias israelitas devem ainda proibir as visitas de familiares aos 10 mil palestinianos detidos, enquanto não for libertado o soldado Gilad Shalit, capturado a 25 de Junho por grupos armados palestinianos.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)