Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
4

ISRAEL REJEITA PROPOSTA DE CESSAR-FOGO MÚTUO

As autoridades israelitas rejeitaram, esta terça-feira, uma proposta apresentada pelo conselheiro para a segurança do presidente palestiniano, Yasser Arafat, que anunciou que a direcção palestiniana estava disposta a declarar um cessar-fogo mútuo imediato caso Israel parasse com os ataques militares contra os palestinianos e retirasse as barreiras levantadas nas zonas palestinianas.
16 de Setembro de 2003 às 11:43
ISRAEL REJEITA PROPOSTA DE CESSAR-FOGO MÚTUO
ISRAEL REJEITA PROPOSTA DE CESSAR-FOGO MÚTUO FOTO: d.r.
Segundo noticiou a rádio israelita, que citou fontes do governo de Ariel Sharon, a nova oferta de Arafat, feita através de Jibril Rajoub, é mais uma tentativa para voltar a colocar o presidente palestiniano no centro das atenções com o objectivo principal de o salvar da ameaça de expulsão já autorizada pelo executivo israelita.
As autoridades israelitas alegaram ainda, para fundamentar a sua rejeição à proposta palestiniana, que até agora nenhum cessar-fogo conseguiu pôr fim à violência no Médio Oriente perpetrada por activistas dos grupos radicais palestinianos, pelo que o governo israelita não concorda com a declaração de novas tréguas.
A provar esta decisão, esta manhã o Exército israelita lançou mais uma ofensiva perto da cidade de Hebron, no sul da Cisjordânia, durante a qual foi morto um activista da Jihad Islâmica e detidos vários outros que faziam parte de uma lista de indivíduos procurados pelas autoridades israelitas acusados de envolvimento em acções terroristas.
Ver comentários