Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
9

Israel reabre o acesso a judeus à Esplanada das Mesquitas de Jerusalém

Recinto tinha sido vedado a visitas de membros de diferentes religiões.
2 de Novembro de 2014 às 09:32
Devido às tensões políticas, o acesso às mesquitas de Jerusalém foram vedadas a membros de religiões diferentes.
Devido às tensões políticas, o acesso às mesquitas de Jerusalém foram vedadas a membros de religiões diferentes. FOTO: Ronen Zvulun

A polícia israelita reabriu este domingo o acesso a judeus à Esplanada de Mesquitas de Jerusalém, depois do recinto ter sido vedado a visitas de membros de diferentes religiões na semana passada, por causa da tensão na zona.

Pouco depois da reabertura do espaço, o deputado e membro da ala radical do partido conservador Likud, Moshé Feiglin, visitou o lugar e foi fotografado junto à mesquita de Al-Aksa, terceira na hierarquia do Islão, informou a rádio pública israelita.

Um dia após um palestino ter perpetrado o assassínio do rabino Yehuda Glick, na quarta-feira, Feiglin pedira que fosse permitido unicamente o acesso de judeus ao local, para que se pudesse rezar.


Glick foi atingido por cinco tiros quando saía do centro Menahem Begin, onde tinha participado numa conferência intitulada 'Israel volta ao Monte do Templo', com a presença de destacados ativistas da direita e da extrema-direita ultranacionalista israelita. 

A conferência realizou-se no bairro Silwan, uma das áreas árabes de Jerusalém este, onde a tensão se acumula por causa da compra, há umas semanas, de vários edifícios por parte dos colonos radicais judeus.

Mesquitas de Jerusalém Jerusalém
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)