Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
4

Issey Miyake, o japonês que quis acabar com a 'ditadura do corpo' na moda

Privilegiou a ergonomia e a sustentabilidade num mundo ainda fascinado pelo consumo rápido. Issey Miyake, que morreu exatamente 77 anos depois de ter sobrevivido à bomba de Hiroshima, deixa um legado cheio de futuro na História da Moda.
9 de Agosto de 2022 às 15:04
Vidas
Issey Miyake
Issey Miyake FOTO: Direitos Reservados/Twitter

Com uma lógica feita de dois ou três símbolos, os obituários de Issey Mikaye, cuja morte a 5 de agosto só hoje foi comunicada ao mundo, fixam-se nas golas altas de Steve Jobs, de que foi criador, e no facto dramático de, menino pequeno, o criador japonês ter sobrevivido à bomba de Hiroshima, cidade onde nasceu em 1938. No entanto, o legado extremamente moderno que deixa na História da Moda é muito mais profundo do que os elementos agora sublinhados pelas agências noticiosas.

Saiba tudo sobre o estilista na Máxima

Issey Mikaye Steve Jobs Hiroshima questões sociais estilista japonês moda morte
Ver comentários