Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
1

Itália atacada no Natal

Um alegado comunicado terrorista assinado por uma pessoa que se identifica como Sayf al Adel afirma que a Itália vai sofrer um ataque terrorista durante o Natal com mísseis, ou substâncias químicas.
8 de Novembro de 2005 às 00:00
Bin Laden volta a ameaçar
Bin Laden volta a ameaçar FOTO: Alberto Lowe, Reuters
A declaração foi colocada num ‘site’ que, segundo especialistas, é usado como canal de comunicação pela rede terrorista al-Qaeda, de Osama bin Laden. Segundo a Imprensa italiana, al Adel é o nome de um líder terrorista desaparecido após o ataque norte-americano no Afeganistão (em 2001) e que actualmente estará escondido no Irão. Na mensagem, o terrorista garante que bin Laden “está bem”. “Iremos vê-lo em breve, durante as festas do Natal, na terra dos romanos após o próximo atentado na Europa, que em primeiro lugar atingirá a Itália”, afirma o texto, dando a entender que, após o hipotético atentado, bin Laden divulgaria uma mensagem.
O suposto terrorista disse ainda que o atentado seria cometido pelas Brigadas Abu Hafs al Masri, que já ameaçaram a Itália anteriormente e assumiram a autoria dos ataques de Madrid, a 11 de Março de 2004, e Londres, registado a 7 de Julho.
Esta não é a primeira ameaça contra a Itália, tendo a última sido feita em Julho último, quando as Brigadas de Abu Hafs al Masri deram um ultimato aos países presentes no Iraque para que se retirassem no prazo de um mês. Caso contrário, atacariam “o coração da Europa”.
O ministro do Interior da Itália, Giuseppe Pisanu, minimizou a importância das novas ameaças contra o país, que, segundo afirmou, se mantém em constante alerta.
Ver comentários