Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
5

Itália publica 322 entrevistas de judeus perseguidos

O Arquivo Central do Estado italiano publicou on-line 322 entrevistas vídeo com o testemunho de judeus italianos perseguidos pelos nazis em Roma, ou sobreviventes dos campos de concentração.
2 de Outubro de 2011 às 14:15
judeus, testemunhos, itália, ii guerra mundial, câmaras de gás
judeus, testemunhos, itália, ii guerra mundial, câmaras de gás FOTO: Lusa

O diário Il Mesaggero publica este domingo um artigo intitulado "A rede salva a voz da memória" referindo as 322 entrevistas em italiano, realizadas pela Fundação Shoah - Instituto Steven Spielberg, que recolheu um total de 52 mil testemunhos em 32 línguas diferentes de 56 países.  

"Agora finalmente será possível transmitir a memória apesar de não haver mais testemunhos", refere o antigo deportado de Auschwit Piero Terracina. 

A galeria de testemunhos é impressionante, além de documentar com nomes, factos e episódios de perseguição aos judeus italianos, oferece um retracto da vida na comunidade judia desde 1918 até depois da II Grande Guerra Mundial com referências às tradições populares, cerimónias religiosas e aos dialectos hebraicos da época", segundo a responsável do projecto, Michaela Procaccia.  

Um dos testemunhos mais importantes do ponto de vista historiográfico, segundo o diário romano, é o de Shlomo Venecia que foi obrigado a trabalhar na Sonderrkommando, a unidade de cremação dos cadáveres de pessoas assassinadas nas camaras de gás.  

Venezia é o único sobrevivente em Itália desse comando, do qual são ainda vivos cerca de uma dúzia no mundo.

judeus testemunhos itália ii guerra mundial câmaras de gás
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)