Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
9

Itália retira do Iraque até ao fim do ano

O ministro dos Negócios Estrangeiros italiano, Massimo D’Alema, que viajou esta quarta-feira até Bagdad para consultas com o governo iraquiano sobre a retirada do contingente militar italiano, acredita que será possível fazer sair todos os soldados transalpinos do Iraque até ao final do corrente ano.
7 de Junho de 2006 às 13:25
Massimo D’Alema durante a conferência de Imprensa em Bagdad
Massimo D’Alema durante a conferência de Imprensa em Bagdad FOTO: Reuters
“Acreditamos que a missão militar italiana no Iraque está a caminho do fim. Durante os próximos meses as forças militares regressarão a casa. Pensamos que até ao final do ano a missão militar italiana no Iraque terá terminado”, afirmou o chefe da diplomacia italiana numa conferência de Imprensa conjunta com o seu homólogo iraquiano, Hoshiyar Zebari.
A confirmação da retirada dos soldados italianos do Iraque vem cumprir uma promessa feita por Romano Prodi durante a campanha eleitoral para as legislativas, que acabou por vencer contra Silvio Berlusconi. Na altura, o actual primeiro-ministro italiano referiu-se ao envio de cerca de 2.600 soldados para o Iraque como sendo um “grave erro”.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)