Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
3

Jacob Zuma acusado de corrupção

O Ministério Público (MP) sul-africano anunciou esta segunda-feira que o antigo vice-presidente, Jacob Zuma, será processado por duas acusações de corrupção.
20 de Junho de 2005 às 17:56
O anúncio foi feito pelo porta-voz do MP, Makhosini Nkosi, que em conferência de imprensa acrescentou que Zuma não será detido, mas que terá de comparecer esta semana nos tribunais da cidade de Durban, onde decorrerá o processo.
Zuma, de 63 anos era considerado o possível sucessor de Mbeki, quando este terminasse o mandato em 2009. Entretanto, Mbeki decidiu esta segunda-feira suspender o vice-presidente depois de um juiz ter confirmado que este manteve uma relação “geralmente corrupta” com o seu assessor financeiro, Schabir Shaik.
Quando foi aberto o processo contra Skaik, o Ministério Público decidiu não acusar Zuma, por considerar que não havia provas suficientes para que um juiz o declarasse culpado.
Skaik foi condenado a 15 anos de prisão no início deste mês, com duas acusações de corrupção e uma de fraude. Durante o seu julgamento foram apresentadas provas de que ele beneficiava da sua relação com Zuma para os negócios, e que o ex-vice-presidente obtinha de Skaik verbas adicionais para financiar um estilo de vida que o seu ordenado não lhe permitia. A juntar a isso, Shaik pediu, em nome de Zuma, ao grupo francês Thomson, vários pagamentos para a protecção de um contrato de compra e venda de material bélico.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)