Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
4

Jefferson luta pelo mandato

Vinte e quatro horas antes da votação que pode interromper a sua carreira parlamentar, o deputado brasileiro Roberto Jefferson, que denunciou o escândalo do ‘Mensalão’, joga hoje as suas últimas cartadas para não perder o mandato. Amanhã, o plenário da Câmara dos Deputados vai votar para decidir se mantém ou anula a decisão do Conselho de Ética, que recomendou o fim do seu mandato parlamentar.
13 de Setembro de 2005 às 00:00
O processo foi instaurado pelo ex-deputado Valdemar da Costa Neto, presidente do Partido Liberal, a quem Jefferson acusou de ser um dos distribuidores do suborno conhecido como ‘Mensalão’. Valdemar, recorde-se, acabou por renunciar ao mandato.
O resultado da votação de amanhã é imprevisível. Jefferson é odiado pelos partidos governamentais, nos quais estão os deputados que acusou de corrupção, mas é considerado quase um herói pela opinião pública e pela oposição a Lula. Por isso, ele está a jogar as últimas cartadas para conquistar votos, pois basta um a menos que a maioria absoluta para que o processo contra ele seja arquivado. Outro acusado por Jefferson, o deputado conhecido por bispo Rodrigues, do Partido Liberal, renunciou ontem ao mandato.
BUANI ENTREGA CHEQUE
Severino Cavalcante, presidente da Câmara dos Deputados, voltou a negar ter recebido ‘luvas’ do empresário Sebastião Buani e desafiou o seu acusador a mostrar provas documentais. Ontem, Buani entregou à polícia um extracto bancário que comprova o desconto de um cheque de 40 mil reais (13,8 mil euros), pago a Cavalcante. Refira-se que a oposição poderá entrar hoje com um processo para lhe tirar o cargo e o mandato.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)