Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
3

Jihadistas dão filho para mãe comer

História revelada por ex-combatente contra o Estado Islâmico.
T.P. 2 de Março de 2015 às 09:09
Bandeira do Estado Islâmico
Bandeira do Estado Islâmico FOTO: Reuters

Um homem britânico de 36 anos, que viajou para o Iraque para combater o Estado Islâmico, conta que os terroristas deram um filho para a própria mãe comer. O homem teria sido raptado pelo grupo e terá sido servido como refeição à sua mãe.

Yasir Abdulla decidiu ir lutar para o Iraque quando o grupo se encontrava a combater já a cerca de 6 quilómetros da sua aldeia natal no Curdistão, de onde saiu em 2000.

Abdulla regressou ao Reino Unido na semana passada e, em entrevista ao The Sun, contou a hisótia de uma idosa curda cujo filho tinha sido capturado pelos terroristas e levado para Mossul. A mulher, determinada a encontrar o seu filho foi até a sede do ISIS e pediu para o ver. Os terroristas disseram para a idosa se sentar que tinha "percorrido um longo caminho e trouxeram-lhe comida". "Trouxeram-lhe chávenas de chá, um prato de carne cozida com arroz e uma sopa. Ela pensou que estavam a ser amáveis", conta Abdulla.


Quando a mulher terminou a refeição e pediu para ver o filho, os terroristas disseram: "Você acabou de comer o seu filho".

jihadistas terrorista mãe come filho isis estado islâmico
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)