Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
7

Jogos de palavras são a nova arma em Hong Kong

Helen Fan é uma das autoras do 'Umbrella Terms', glossário online com centenas de slogans.
5 de Dezembro de 2014 às 14:56
Académicos dizem que o "movimento dos guarda-chuvas" deu nova vida ao cantonense.
Académicos dizem que o 'movimento dos guarda-chuvas' deu nova vida ao cantonense. FOTO: EPA/Alex Hofford/EPA

Nos acampamentos de protesto, nas ruas e na Internet, os manifestantes de Hong Kong expressam-se num dialeto em tão rápida evolução que uma jovem artista decidiu criar uma nova arma de luta: um dicionário.

Helen Fan, jovem artista de 29 anos, é uma das autoras do 'Umbrella Terms', glossário online com centenas de slogans, frases e símbolos, em inglês e cantonense, que nasceram desde 28 de setembro, quando os estudantes tomaram as ruas da Região Administrativa Especial Chinesa para reivindicar eleições livres.

"É uma verdadeira explosão", disse Helen Fan, a propósito do novo vocabulário nascido no movimento pró-democracia. Entre os jogos de palavras há de tudo um pouco: desde trocadilhos com o nome do chefe do Executivo de Hong Kong, Leung Chun-ying (também conhecido por CY Leung), a expressões irónicas sobre a vontade de Pequim de controlar o processo eleitoral local. "Todas as semanas há palavras novas", disse.

Receios quanto ao declínio da língua local, o cantonense, face ao mandarim, a língua oficial da República Popular da China, emergiram depois da transferência da soberania de Hong Kong do Reino Unido para a China, em 1997.

Académicos dizem que o "movimento dos guarda-chuvas" deu nova vida ao cantonense - falado em Hong Kong, Macau e sul da China e que Pequim considera um "dialeto".

"O movimento atual inverte o impacto negativo da política de educação (imposta por Pequim) para o cantonense e dá-lhe um papel-chave na cena política", disse Victor Mair, professor de chinês e literatura na Universidade da Pensilvânia.

Hong Kong Helen Fan Região Administrativa Especial Chinesa
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)