Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
8

Jovem britânica que lutou pelo Daesh tenta regressar ao Reino Unido após perder braço e seio

Samia desapareceu em 2015 associando-se ao grupo terrorista Daesh. Foi detida pela polícia anti-terrorista.
Correio da Manhã 15 de Agosto de 2020 às 15:50
Uma jovem britânica de 25 anos, com possível ligação ao grupo terrorrista daesh, perdeu um braço e um seio num ataque terrorista na Síria. Samia Hussein está de regresso a Inglaterra mas sob investigação das autoridades britânicas.

Samia desapareceu em 2015, quando estudava jornalismo no Quenia. A família avança que a jovem sofreu uma lavagem cerebral pelo daesh enquanto vivia no país e viajou para a Síria com a motivação de que iria numa missão humanitária para ajudar as crianças sirias. Por mais de três anos a família não teve notícias de Hussein.

A jovem vivia na cidade de Baghouz, sob as regras do grupo radical e terá sofridos os ferimentos quando a cidade foi tomada pelos curdos. Durante o ataque Samia perdeu o braço esquerdo e uma parte de um seio. Ficou hospitalizada por sete meses. 

Em fevereiro conseguiu regressar a Inglaterra através de um voo oriundo da Turquia mas foi presa pela suspeita de poder pertencer ao daesh.

Segundo a imprensa britânica a família está desesperada e pede que a deixem regressar a casa. Ela sempre foi uma rapariga "muçulmana normal, não era radical. Vestia-se normalmente e nem cobria o cabelo".

As investigações ainda estão a descorrer.


Síria Samia Hussein Daesh Inglaterra política questões sociais
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)