Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
1

Jovem descobre que tem um segundo útero "prestes a explodir" após semanas de dores intensas

Adolescente não compreendia o que causava o seu sofrimento e chegou a ser apelidada de "histérica" pelos médicos.
Correio da Manhã 14 de Outubro de 2020 às 10:45
Jovem descobre que tem um segundo útero 'prestes a explodir' após semanas de dores intensas
Jovem descobre que tem um segundo útero 'prestes a explodir' após semanas de dores intensas
Jovem descobre que tem um segundo útero 'prestes a explodir' após semanas de dores intensas
Jovem descobre que tem um segundo útero 'prestes a explodir' após semanas de dores intensas
Jovem descobre que tem um segundo útero 'prestes a explodir' após semanas de dores intensas
Jovem descobre que tem um segundo útero 'prestes a explodir' após semanas de dores intensas
Jovem descobre que tem um segundo útero 'prestes a explodir' após semanas de dores intensas
Jovem descobre que tem um segundo útero 'prestes a explodir' após semanas de dores intensas
Jovem descobre que tem um segundo útero 'prestes a explodir' após semanas de dores intensas
Jovem descobre que tem um segundo útero 'prestes a explodir' após semanas de dores intensas
Jovem descobre que tem um segundo útero 'prestes a explodir' após semanas de dores intensas
Jovem descobre que tem um segundo útero 'prestes a explodir' após semanas de dores intensas
Jovem descobre que tem um segundo útero 'prestes a explodir' após semanas de dores intensas
Jovem descobre que tem um segundo útero 'prestes a explodir' após semanas de dores intensas
Jovem descobre que tem um segundo útero 'prestes a explodir' após semanas de dores intensas
Jovem descobre que tem um segundo útero 'prestes a explodir' após semanas de dores intensas
Jovem descobre que tem um segundo útero 'prestes a explodir' após semanas de dores intensas
Jovem descobre que tem um segundo útero 'prestes a explodir' após semanas de dores intensas
Jovem descobre que tem um segundo útero 'prestes a explodir' após semanas de dores intensas
Jovem descobre que tem um segundo útero 'prestes a explodir' após semanas de dores intensas
Jovem descobre que tem um segundo útero 'prestes a explodir' após semanas de dores intensas

Madeleine James experienciou semanas de dores "insuportáveis" sem nunca compreender o que as causava, até ao dia em que descobriu que tinha um segundo útero, que armazenava sangue acumulado de quatro anos de menstruação e que estava "prestes a explodir".

A jovem, que chegou a ser apelidade de "histérica" pelos médicos que a acompanharam numa primeira fase e que disseram que o seu problema era apenas uma constipação, começou a sentir dores de estômago intensas em agosto de 2015. Foi aí que começou a sua jornada entre médicos e hospitais.

Nessa época, Madeleine foi informada de que sofria de prisão de ventre e recebeu uma prescrição de um medicamento usado para aliviar as cólicas. Mas os sintomas persistiram e começaram a afetar a sua vida diária quando já nem os analgésicos faziam efeito.

Perante a falta de diagnóstico para o seu problema, Madeleine decidiu tentar resolvê-lo sozinha. Removeu o glúten da sua alimentação, na esperança de que as dores fossem causadas pelo facto de ser celíaca, mas não funcionou.

Após várias semanas de sofrimento, a jovem britânica foi de férias com a família para comemorar o aniversário da mãe. Acabou por ir parar novamente ao hospital, e foi então que lhe começaram a fazer uma série de exames. As enfermeiras comentaram que a jovem tinha tantas dores que parecia uma mulher em trabalho de parto.

Os exames realizados revelaram que a jovem tinha dois úteros, apenas um ovário e que não tinha um dos rins. A ressonância magnética revelou a causa das suas dores: o segundo útero, mais pequeno, estava comprimido e cheio de sangue acumulado de quatro anos seguidos de menstruação. A jovem foi operada de urgência e ficou internada sete dias.

"Pensei que estava louca porque inicialmente os médicos agiam como se estivesse tudo bem com a minha saúde. Quando finalmente me levaram a sério, senti uma enorme sensação de alívio. Por outro lado foi assustador. No espaço de 10 minutos ganhei um órgão e perdi outro", revelou a jovem através de uma publicação na sua página de Instagram, para assinalar o quinto ano desde que descobriu a sua condição rara.

"Ainda existem muitas mulheres que são desmentidas e que lutam para obter um diagnóstico e receber tratamento adequado para atenuar o seu sofrimento (…) As estatísticas mostram que as mulheres experienciam o sistema de saúde de maneira diferente dos homens, e que há um longo historial de rejeição da dor das mulheres", escreveu Madeleine, deixando ainda um apelo: "Oiçam os vossos instintos e persistam mesmo que as vossas queixas sejam rejeitadas. Eventualmente, a pessoa certa vai ouvir-vos e dar-vos a ajuda que merecem. Nunca deixem ninguém dizer que é tudo da vossa cabeça".

Madeleine James saúde útero doença hospital
Ver comentários