Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
2

Jovem que matou pai para ficar com herança faz homenagem póstuma

"É o meu primeiro dia do pai sem o meu herói", escreveu a homicida.
24 de Setembro de 2017 às 15:31
Jessica Coutinho
Paulo Cesar
Jessica Coutinho
Paulo Cesar
Jessica Coutinho
Paulo Cesar

Jéssica Coutinho, de 30 anos, publicou nas redes sociais uma homenagem póstuma ao pai Paulo César Coutinho, de 55. Nada de surpreendente se não tivesse sido ela a matar o progenitor.

"É o meu primeiro Dia do Pai sem o meu herói. Dar apenas este dia para ele é pouco, pois foi pai, mãe, melhor amigo e tudo o que eu precisei. É um amor e uma saudade sem fim", escreveu nas redes sociais, enquanto ainda decorriam as investigações para encontrar o homicida.

Jéssica enchia o pai de elogios no Facebook. "Um homem forte, humilde e trabalhador, que mesmo com tantas adversidades e pessoas de carácter duvidoso nunca deixou de estender a mão e sorrir […]É triste mas não posso reclamar, vivi 30 anos com o melhor pai do mundo", lê-se na publicação.

A brasileira terá matado o pai com um tiro na nuca, em agosto de 2016, no Rio de Janeiro, no Brasil, para ficar com uma herança avaliada em 200 mil euros. Após um ano e dois meses de investigação as autoridades concluíram que foi Jéssica que assassinou o progenitor.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)