Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
9

Juíza argentina é gravada a beijar homem condenado a prisão perpétua por matar polícia

Magistrada fazia parte do grupo de juízes que condenou Cristian Bustos.
Correio da Manhã 6 de Janeiro de 2022 às 19:26
Juíza argentina é gravada a beijar homem condenado a prisão perpétua por matar polícia
Juíza argentina é gravada a beijar homem condenado a prisão perpétua por matar polícia FOTO: Direitos Reservados
Uma juíza da Argentina foi apanhada pelas câmaras de vigilância a dar um beijo na boca a um homem condenado a prisão perpétua por ter matado um polícia.

Nas imagens é possível ver a juíza Mariel Suárez a beijar Cristian Bustos na sala de visitas de uma prisão na cidade de Trelew, no sudeste do país. A magistrada fazia parte do grupo de juízes que condenou Cristian, avança o G1.

O homem foi condenado por matar um polícia em 2009 e ter fugido para o Chile, onde foi capturado. A sentença foi determinada no dia 22 de dezembro de 2021, mas a juíza Suárez votou contra a prisão perpétua.

O Tribunal Superior de Justiça reagiu ao incidente através de uma nota:

"As ações agora serão tomadas para elucidar as circunstâncias dessa reunião entre a magistrada e um condenado, o conteúdo do encontro, a sua extensão, o tempo que durou e as características desse encontro, que podem implicar violações da lei e do regimento interno do Poder Judiciário", pode ler-se na nota.

Cristian Bustos Argentina Mariel Suárez crime lei e justiça punição / sentença polícia
Ver comentários