Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
2

Juíza argentina pede extradição de ex-ministros de Franco

Magistrada invoca "jurisdição universal" para abusos de direitos graves.
2 de Novembro de 2014 às 11:46
Francisco Franco governou a Espanha entre 1939 e 1975
Francisco Franco governou a Espanha entre 1939 e 1975 FOTO: Getty Images

Uma juíza argentina emitiu mandados de prisão e extradição para o seu país de dois ex-ministros espanhóis do regime de Franco assim como de outras 18 pessoas, invocando "jurisdição universal" para abusos de direitos graves, foi noticiado.

Maria Servini de Cubria pediu na sexta-feira à Interpol que emitisse mandados de prisão para que alguns responsáveis políticos da ditadura espanhola de Franco possam ser extraditados para a Argentina para interrogatório.

Na lista da juíza encontram-se os nomes do ex-ministro do Interior durante o Franquismo, Rodolfo Martin Villa, que tem atualmente 79 anos, e de José Utrera Molina, 86 anos, que foi ministro da habitação, noticia a agência AFP.

Rodolfo Villa é acusado de ter ordenado, em 1976, uma ação policial que provocou a morte de cinco trabalhadores que estavam abrigados numa igreja e José Utrera é apontado como um dos funcionários que assinaram a ordem de execução de Salvador Puig Antich, um anarquista catalão acusado de matar um polícia.

"Tremenda notícia"

"Esta é uma tremenda notícia para as vítimas", disse Maximo Castex, um advogado das vítimas de crimes contra a humanidade.

Para Maria Arcenegui Siemens, porta-voz da Associação para a Recuperação da Memória Histórica, um grupo de apoio às vítimas da guerra civil em Espanha (1936-1939) e às vítimas dos 36 anos de ditadura espanhola, esta decisão "é histórica".

Segundo um outro advogado dos queixosos, Carlos Slepoy, esta é a primeira vez que ex-ministros do regime são atingidos por uma jurisdição universal, que autoriza os juízes a tomarem medidas contra abusos dos direitos graves cometidos em outros países.

Já no ano passado, Servini tinha emitido mandados contra dois ex-polícias espanhóis acusados de tortura, mas os tribunais espanhóis recusaram-se a extraditá-los.

Francisco Franco governou Espanha entre 1939-1975.

Maria Servini de Cubria Interpol Argentina Franco
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)