Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
9

Julgamento de cardeal Zen devido a fundo para manifestantes arranca em Hong Kong

Está acusado do crime de "conluio com forças estrangeiras"
Lusa 26 de Setembro de 2022 às 08:07
Hong Kong
Hong Kong FOTO: Reuters
O julgamento do cardeal de Hong Kong, Joseph Zen, e de quatro ativistas, todos acusados de falhas no registo de um fundo humanitário para apoiar manifestantes pró-democracia, começou esta segunda-feira num tribunal da região chinesa.

Figura proeminente da Igreja Católica da Ásia, Zen, de 90 anos, foi detido no início de maio, juntamente com outras figuras pró-democracia - incluindo a cantora Denise Ho e a advogada Margaret Ng - ao abrigo da lei de segurança nacional do território imposta por Pequim em 2020, tendo sido libertado sob fiança no mesmo dia.

No entanto, o cardeal não foi até ao momento acusado do crime de "conluio com forças estrangeiras", estando a ser julgado apenas pela acusação da falha no registo do Fundo de Ajuda Humanitária 612 junto da polícia.

Joseph Zen Hong Kong política
Ver comentários