Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
1

JUSTIÇA AMERICANA EM MÃOS HISPÂNICAS

O presidente norte-americano, George W. Bush, escolheu o conselheiro legal da Casa Branca, Alberto Gonzales, para o cargo de procurador-geral, que é equiparado ao cargo de ministro da Justiça. Caso a nomeação se confirme, este será o primeiro hispano-americano a liderar o aparelho judicial nos EUA.
10 de Novembro de 2004 às 18:19
Alberto Gonzales tem 49 anos de idade, é assessor de Bush desde os tempos em que este era governador do Texas e é também uma figura proeminente na comunidade hispânica norte-americana. Foi membro do Supremo Tribunal do Texas e era apontado como possível escolha de Bush para o Supremo Tribunal Federal.
De acordo com fontes da Casa Branca, Bush escolheu Gonzales para suceder a John Ashcroft, que ontem á noite pediu a demissão do cargo de procurador-geral. Sem supresas. O antigo procurador-geral-adjunto Larry Thompson era um candidato provável, mas o próprio afirmou que prefere manter-se como conselheiro geral na Pepsi.
As informações sobre a composição da administração para o segundo mandato de Bush multiplicam-se. Soube-se hoje que o secretário (ministro) do Teosuro, John Snow, vai manter-se no cargo por mais seis meses a um ano, para lançar a prometida reforma fiscal. O assessor de Bush para matérias económicas, Stephen Friedman, quer mudar de cargo, revelaram fontes parlamentares.
Josh Bolten, director de Orçamento na Casa Branca, deverá manter-se no cargo, ou vir a substituir Abdrew Card no cargo de chefe de Gabinete do presidente, ou John Snow no Tesouro. Isto, é claro, quando e se os dois referidos saírem dos cargos que agora ocupam. A Casa Branca anunciou ontem a continuidade temporária de Card.
Gregory Mankiw, responsável pelo Conselho de Assessores Económicos da Casa Branca, vai sair para voltar à vida académica, na Universidade Harvard. fala-se ainda da possível saída da Secretária (ministra) do Trabalho, Elaine Chao, para dirigir a UNICEF. Chao deverá ser substituída por Cari Dominguez, que preside à Comissão de Igualdade na Oportunidade de Emprego.
É claro que as grandes mudanças deverão ser as saídas de Donald Rumsfeld na Defesa e de Colin Powell no Estado (diplomacia). O primeiro tem a imagem desgastada, é uma figura controversa. O segundo foi sempre uma força de bloqueio dentro da administração. Fala-se de Condolezza Rice, a actual conselheira nacional de segurança, para suceder a Rumsfeld na Defesa. Seria a primeira mulher no cargo.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)