Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
5

KARZAI CONFIRMA ELEIÇÕES PARA SETEMBRO

O presidente do Afeganistão, Hamid Karzai, confirmou esta terça-feira que as eleições no país serão realizadas no próximo mês de Setembro, como estava previsto, apesar das preocupações mostradas pela ONU, que, face à insegurança, deixou em aberto a hipótese de o acto eleitoral poder vir a ser adiado novamente.
29 de Junho de 2004 às 09:28
Hamid Karzai
Hamid Karzai FOTO: d.r.
“Tendo prometido ao povo afegão que as eleições seriam realizadas em Setembro e tendo em conta o sucesso da operação de recenseamento dos eleitores, devemos e vamos organizar as eleições em Setembro”, afirmou Karzai numa conferência de Imprensa em Istambul, na Turquia, onde está a decorrer a cimeira da NATO.
Prometendo fazer cumprir o “compromisso assumido” para com o seu povo, o presidente afegão assinalou que já estão recenseados para as eleições 5,2 milhões de votantes, de um eleitorado estimado em cerca de 9,5/9,8 milhões, pelo que o acto eleitoral “já é perfeitamente possível”. Quanto aos aspectos técnicos, Karzai garante que também serão assegurados a tempo.
Na semana passada, o secretário-geral da ONU, Kofi Annan, voltou a referir-se a alguns atrasos no recenseamento devido à insegurança que ainda reina no país, queixando-se da falta de tropas da NATO suficientes para garantir a segurança durante o processo eleitoral.
Uma situação que a NATO ajudou a resolver, com a decisão de enviar mais 2.200 soldados para o Afeganistão, que vão juntar-se aos 6.500 efectivos da Força Internacional de Assistência à Segurança que já estão no país, a fim de proporcionar “uma atmosfera de maior segurança”. Um número insuficiente, segundo os críticos.
Recorde-se que as eleições, inicialmente marcadas para o passado mês de Junho, tiveram de ser adiadas para Setembro devido aos atrasos registados no recenseamento dos eleitores, causados por uma série de ataques contra os postos e funcionários das Nações Unidas.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)