Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
8

Lagarde defende austeridade nos gastos do Governo brasileiro

A diretora-geral do Fundo Monetário Internacional visitou o Complexo do Alemão, onde vivem mais de 60 mil pessoas.
21 de Maio de 2015 às 20:18
Christine Lagarde visita o Brasil
Christine Lagarde visita o Brasil FOTO: Reuters
A diretora-geral do Fundo Monetário Internacional (FMI), Christine Lagarde, elogiou esta quinta-feira os programas sociais executados pelo Brasil, mas defendeu austeridade nos gastos públicos do Governo para que aqueles projetos continuem a ter financiamento.

"A disciplina orçamental é a base necessária para o financiamento de programas como esses. As pessoas que sofrem mais com a indisciplina orçamental são, em geral, os pobres", afirmou Lagarde durante uma visita ao conjunto de favelas do Complexo do Alemão, no Rio de Janeiro.

O Brasil vive atualmente uma situação económica desfavorável, com subida da inflação, estagnação do crescimento e uma previsão de retração de 1% no Produto Interno Bruto neste ano, segundo o FMI.

Para ultrapassar as dificuldades financeiras, o Governo brasileiro prevê um corte no seu Orçamento, previsto para ser anunciado nesta sexta-feira.

A Presidente brasileira ainda não revelou o que deverá ser cortado, mas disse esta quarta-feira, à imprensa local, que os cortes "não vão ser pequenos".

Outra medida para melhorar a Economia é um pacote de ajustes, que inclui o fim da desoneração de impostos para alguns setores e mudanças nas regras das pensões por morte e do subsídio aos desempregados.

Devido a divergências com a oposição e com membros da coligação governamental, as medidas de austeridade ainda não foram aprovadas pelo Legislativo, e sua votação no Senado está prevista para a próxima semana.

Christine Lagarde afirmou ainda que os resultados dos programas sociais brasileiros são "excecionais", e elogiou a política do país de reservar 0,5% do PIB para a luta contra a pobreza. Segundo o Governo, mas de 40 milhões de brasileiros saíram da linha da pobreza na última década devido a esses programas sociais.
Fundo Monetário Internacional FMI Christine Lagarde Brasil Governo Dilma Rousseff austeridade
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)