Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

Laranjas importadas da África do Sul e à venda em Portugal têm substâncias proibidas pela UE

Maior parte dos hipermercados tem para venda o citrino importado do continente africano.
22 de Janeiro de 2019 às 22:57
Laranjas
Laranjas
Laranjas
Laranjas
Laranjas
Laranjas
As laranjas importadas da África do Sul têm mais de 50 substâncias ativas de produtos fito-farmacêuticos proibidos na União Europeia. A notícia é avançada esta terça-feira pelo jornal La Vanguardia.

O estudo realizado pela 'Unió de Llauradors' revela que entre as substâncias ativas estão produtos utilizados para eliminar pragas e doenças nas plantas.

Uma das substâncias mais perigosas que foi encontrada foi o 'paraquat', herbicida que pode afetar o coração, rins e os intestinos.

A África do Sul é um dos principais fornecedores extra-comunitários de fruta da União Europeia, e representou em 2016, segundo um Observatório dos Mercados Agrícolas e das Importações Agro-Alimentares, 1 milhão e 630 mil euros.

Em Portugal a laranja importada da África do Sul está disponível na maior parte dos hipermercados.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)