Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

Lésbicas apoiam mudança de sexo de filho de 11 anos

Um menino está no centro de uma grande polémica nos Estados Unidos. Thomas, de apenas 11 anos, decidiu tornar-se mulher e está a ser submetido a uma terapia hormonal para mudar de sexo. A transformação é apoiada pelas duas mães adoptivas.
1 de Outubro de 2011 às 12:16
Com apenas 11 anos, Thomas veste roupas femininas e comporta-se como uma menina
Com apenas 11 anos, Thomas veste roupas femininas e comporta-se como uma menina FOTO: d.r.

Debra Lobel e Pauline Moreno contaram que as primeiras palavras do menino, aos três anos, em linguagem gestual, devido a um problema de fala, foram: "Eu sou uma menina". Aos sete anos, Thomas, agora chamado de Tammy, mutilou os próprios genitais. Nessa altura, psiquiatras diagnosticaram-lhe um transtorno de identidade sexual e, um ano depois, o menino iniciou o processo de transformação.

O tratamento hormonal, que o próprio menino aplica, vai impedi-lo de viver a adolescência como um rapaz, evitando o desenvolvimento da voz grave ou o crescimento de barba.

O apoio do casal de lésbicas à transformação do seu filho adoptivo está a ser fortemente criticado por amigos e família. "Estão todos zangados connosco. Como nos podem fazer isto? Deviam viver as suas próprias vidas!", desabafou Pauline Moreno, em declarações ao ‘Daily Mail'.

Às críticas, as mães, que adoptaram Tommy quando este tinha apenas dois anos, respondem com um estudo realizado no Reino Unido, que indica que 50 por cento dos transexuais tentam o suicídio antes de cumprir 20 anos.

Desde os oito anos que o menino escolhe roupas femininas e decidiu adoptar o nome de Tammy. As mães afirmam que Thomas passou de uma criança triste para uma menina feliz.

thomas tammy pauline moreno debra lobel eua sexo hormonas
Ver comentários