Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
3

Libertação de centenas em troca de Shalit

O Hamas entregou ontem aos mediadores egípcios uma lista com os nomes de centenas de prisioneiros palestinianos cuja libertação exige em troca do soldado israelita Gilad Shalit, capturado há um ano por grupos armados palestiniano na fronteira com a Faixa de Gaza.
9 de Abril de 2007 às 00:00
“Recebemos uma lista de várias centenas de palestinianos, muitos dos quais têm as mãos manchadas de sangue”, para trocar por Gilad Shalit, declarou um responsável israelita depois de receber a lista das mãos dos mediadores. Para Israel, prisioneiros “com as mãos manchadas de sangue” são todos aqueles que tenham perpetrado ou ajudado a planificar atentados ou assassinatos de soldados ou cidadãos israelitas.
Da lista constam, entre outros, os nomes do líder da Fatah na Cisjordânia, Marwan Barghouthi, e do líder da Frente Popular de Libertação da Palestina, Ahmed Saadat, ambos detidos por terrorismo.
O cabo Shalit, recorde-se, foi capturado a 25 de Junho de 2006, junto à Faixa de Gaza, por uma força armada constituída por activistas de três facções palestinianas.
Ver comentários