Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
5

LÍDER ENVENENADO VOLTA À CAMPANHA

O líder da oposição ucraniana, Viktor Yushchenko, retomou ontem a campanha para as eleições presidencias do próximo dia 31, depois de passar quase um mês a recuperar de uma alegada “tentativa de envenenamento” que atribuiu aos seus adversários políticos.
12 de Outubro de 2004 às 00:00
“Quero dizer-vos que estou vivo e que regressei a casa. Os criminosos não vão decidir o destino deste país. Isso será decidido por vocês”, afirmou Yushchenko no domingo, ao aterrar no aeroporto de Kiev proveniente da Áustria, onde esteve hospitalizado. O líder da oposição liberal e antigo primeiro-ministro afirma ter sido envenenado e acusa os seus adversários de o quererem afastar da corrida presidencial, cujas intenções de voto lidera.
Yushchenko, recorde-se, sentiu-se indisposto no passado dia 6 de Setembro, após um jantar com as chefias dos serviços secretos, e foi internado de urgência na Áustria por suspeita de envenenamento. Os exames médicos não confirmaram nem desmentiram esta possibilidade, mas nos últimos dias os seus assessores surgiram com uma nova explicação para a sua indisposição súbita: Yushchenko terá sido vítima de uma “tentativa de assassinato com armas bacteriológicas”.
O presidente cessante, Leonid Kuchma, que liderou a Ucrânia com mão de ferro na última década, já prometeu investigar as acusações. Kuchma, recorde-se, apoia na corrida o actual primeiro-ministro Viktor Yanukovich, que é igualmente o candidato preferido de Moscovo, e que surge atrás de Yushchenko nas sondagens.
Yanukovitch alega igualmente ter sido vítima de um ataque: no passado dia 24 de Setembro, quando fazia campanha no oeste do país, foi hospitalizado depois de ter sido atingido por um “objecto”. A oposição diz que não passou de um ovo.
A campanha tem ainda sido abalada por acusações de alegadas conspirações, aprovadas pela Rússia, para invalidar os resultados.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)