Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
1

Lula da Silva arrisca até 22 anos de cadeia

Ex-presidente vai ser julgado por corrupção passiva e branqueamento de capitais .
Domingos Grilo Serrinha e correspondente no Brasil 22 de Setembro de 2016 às 08:38
Lula da Silva
Lula da Silva FOTO: Sebastião Moreira/EPA
O ex-presidente brasileiro Lula da Silva, constituído arguido terça-feira por corrupção passiva e branqueamento de capitais no âmbito do caso Lava Jato, arrisca-se a ser condenado a uma pena de até 22 anos de cadeia. Uma eventual condenação inviabilizaria ainda o sonho de Lula de voltar à presidência do Brasil nas eleições de 2018.

Lula foi constituído arguido por ter, alegadamente, recebido um apartamento triplex da construtora OAS, ligada aos desvios na Petrobras. Segundo o Ministério Público, a OAS ofereceu o luxuoso imóvel a Lula como pagamento por favores indevidos que ele prestou à construtora.

Pelo crime de corrupção passiva, Lula pode ser condenado, no máximo, a 12 anos de cadeia. Já pelo crime de branqueamento de capitais, o antigo presidente brasileiro está sujeito a uma pena de até 10 anos, o que, se for condenado às penas máximas previstas para os dois crimes, acarretaria uma sentença de 22 anos de prisão.

Uma eventual condenação deitaria ainda por terra as aspirações de Lula, que lidera a corrida para as presidenciais de 2018, de voltar ao poder. Só ficaria inelegível após uma condenação em segunda instância, mas uma condenação inicial pelo juiz Sérgio Moro tornaria impraticável uma candidatura de Lula.

Apesar de revoltado com a decisão, o ex-presidente tentou na terça-feira mostrar tranquilidade ao saber que tinha sido constituído arguido. "O que está a acontecer no Brasil não me abala. Só me dá mais vontade de andar mais, de falar mais.

"O Brasil vive um momento de anomalia, em que o que menos importa é a verdade", afirmou Lula em Nova Iorque, onde dava uma conferência, enquanto o seu advogado considerou que a decisão de Moro é mais uma violação dos direitos do ex-presidente para o tirar da corrida presidencial.
Lula da Silva Lava Jato Brasil Ministério Público Sérgio Moro Nova Iorque crime corrupção Petrobras
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)