Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
2

Lula da Silva constituído em nova ação por corrupção

Em causa estarão negócios ilegais ligados a obras de empreiteiras brasileiras em vários países.
Domingos Grilo Serrinha e correspondente no Brasil 14 de Outubro de 2016 às 00:24
Lula da Silva
Lula da Silva FOTO: Sebastião Moreira/EPA
O ex-presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva foi constituído arguido no final da tarde desta quinta-feira numa nova acção por corrupção. Com esta, Lula passa a ser arguido em três ações diferentes que tramitam em outras tantas instâncias da justiça brasileira.

O juíz Vallisney Souza Oliveira, da 10ª Vara Federal de Brasília, aceitou a denúncia feita segunda-feira pelo Ministério Público contra o antigo chefe de Estado por suposto envolvimento em negócios ilegais ligados a obras de empreiteiras brasileiras em vários países, nomeadamente Angola e Moçambique.

De acordo com a denúncia, Lula usou a sua influência como presidente da República para pressionar o banco brasileiro de fomento, o BNDES, a financiar de forma bonificada as obras em causa, a maioria adjudicadas pela Odebrecht e outras quatro empresas ligadas ao esquema de corrupção descoberto na Petrobrás, e recebeu "luvas" por isso.

Lula responde já como arguido a uma ação por ter tentado atrapalhar as investigações sobre os desvios na Petrobrás, tentando comprar o silêncio de uma testemunha, e a outra por ter recebido vantagens ilícitas das construtoras Odebrecht e OAS, entre elas um apartamento numa praia no litoral de São Paulo.
Lula da Silva Vallisney Souza Oliveira Ministério Público BNDES Petrobrás corrupção
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)