Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

Lula da Silva diz que preferiu ser preso para provar "a mentira" contra si

Ex- presidente do Brasil disse que, quando da sua prisão em abril de 2018, poderia ter-se refugiado numa "embaixada, ou noutro país".
Lusa 9 de Novembro de 2019 às 19:26
Lula da Silva
Lula da Silva FOTO: Reuters
O antigo Presidente brasileiro Lula da Silva disse este sábado que, quando da sua prisão em abril de 2018, poderia ter-se refugiado numa "embaixada, ou noutro país", mas decidiu entregar-se para provar "a mentira" contra si.

"Muitos de vocês não queriam que eu fosse preso, eu tive de vos persuadir a entender o papel que eu tinha de cumprir. Vou repetir o que disse naquele dia [da prisão]: quando um ser humano, tem clareza do que quer na vida, do que representa e tem a certeza do que os seus acusadores estão a mentir, então decidi entregar-me na Polícia Federal naquele dia", declarou Lula da Silva.

O antigo chefe de Estado do Brasil falava a uma multidão de apoiantes, em São Bernardo do Campo, no estado de São Paulo.

Lula da Silva Presidente política prisão Brasil detenções polícia Mundo
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)